terça-feira, 1 de novembro de 2011

Alguns exemplos do que uma farmacovigilância eficiente é capaz de enxergar


Em um período de nove meses, um pequeno condado de Kentucky com menos de 12.000 pessoas vê uma mãe de 53 anos de idade, seu filho de 35 anos de idade e mais sete pessoas morrem por overdose de medicamentos para a dor obtidos em clínicas de tratamento da dor. 

Em Utah, um adolecente sofreu overdose mortal pelo uso de oxicodona tirada da avó de um amigo. 

Homem de 20 anos de idade em Boston morreu de overdose de metadona, apenas um ano depois que seu melhor amigo também morreu por overdose de medicamentos.

Estes não são eventos isolados. Taxas de morte por overdose de drogas nos Estados Unidos mais do que triplicaram desde 1990. Em 2008, mais de 36.000 pessoas morreram de overdose, e a maioria dessas mortes foram causadas por drogas vendidas sob prescrição. 

Fico imaginando quando no Brasil conseguiremos visualizar com razoável eficiência esse tipo de evento, e quantas novas mazelas descobriremos.
Postar um comentário